Notícias

AÇO CARBONO
28 Nov 2016

O aço é uma liga metálica formada essencialmente por ferro e carbono. O carbono é o elemento mais importante sendo o elemento determinante das propriedades mecânicas do aço. Quanto maior o teor de carbono do aço, maior é sua dureza. 

Estes podem ser classificados como:

- Alto teor: Carbono maior que 0,50% C 

- Médio teor: Carbono entre 0,30% e 0,50% C

- Baixo teor: Carbono menor que 0,30% C


Primeiramente, para produzir o aço carbono, utiliza-se o ferro gusa, que é a fase inicial de fabricação, e ele é usado no inicio da preparação de todos os outros aços também; Na fase seguinte, quando os elementos de liga são adicionados, é que são determinadas suas grandes famílias, dos mais rígidos aos mais maleáveis. O Carbono é o principal elemento endurecedor em relação ao ferro. Outros elementos, como o manganês, o silício e o fósforo, participam igualmente do ajuste do nível de resistência do aço. 


O aço carbono é atualmente a liga metálica mais importante e mais produzida no mundo, sendo empregue de forma intensiva em numerosas aplicações tais como máquinas, ferramentas, etc. O motivo de sua utilização é sua alta versatilidade em diversas aplicações frente ao preço reduzido quando comparado aos outros materiais.

Sua classificação é de acordo com a composição química, a norma SAE é a mais adotada no Brasil:

Aço SAE1010 – teor de carbono 0,10%

Aço SAE 1020 – teor de carbono 0,20%

Aço SAE1045 – teor de carbono 0,45%

Aço SAE1060 – teor de carbono 0,60%


Para facilitar seu uso, o aço carbono pode ser encontrado em diversos formatos. Na Pasifer você encontra aço carbono redondo, quadrado, sextavado, blocos e chapa.  

Visando deixar o material pronto para aplicação final, o aço carbono é, ainda, apresentado em diversos acabamentos superficiais: aço laminado, aço forjado, aço trefilado, aço retificado, aço descascado e polido.


Quanto a sua aplicação, o aço carbono é:


Baixo carbono: possui baixa resistência e baixa dureza, porém alta tenacidade e alta ductilidade (A ductilidade é a propriedade que representa o grau de deformação que um material suporta até o momento de sua fratura) É usinável e soldável, além de apresentar baixo custo de produção. Geralmente, este tipo de aço não é tratado termicamente. Aplicações: chapas automobilísticas, perfis estruturais, placas para produção de tubos, construção civil, pontes e latas de folhas de flandres.


Médio carbono: possui maior resistência e dureza e menor tenacidade e ductilidade do que o baixo carbono. Apresentam quantidade de carbono suficiente para receber tratamento térmico de têmpera e revenimento, embora o tratamento, para ser efetivo, exija taxas de resfriamento elevadas e em seções finas. Aplicações: rodas e equipamentos ferroviários, engrenagens, eixos, virabrequins e outras peças de máquinas, que necessitem de elevadas resistências mecânica e ao desgaste e tenacidade.


Alto carbono: é o de maior resistência e dureza. Porém, apresentam menor ductilidade entre os aços carbono. Geralmente, são utilizados temperados ou revenidos, possuindo propriedades de manutenção de um bom fio de corte. Aplicações: talhadeiras, folhas de serrote, martelos e facas.


(15) 3238-6800

(15) 9 9128-9430